Síndrome de "bailarina"

31 de janeiro de 2017



Exatamente assim que me sinto.
Não há salto grosso, fino, anabela, que tire de mim a paixão pelas sapatilhas.
O conforto, a praticidade são pontos chaves para minha escolha.

Nossa parceira de hoje, é a lojinha online mineira Que Seja Clichê; Fernanda Rodrigues, uma lindona meiga e simpática, que teve essa ideia incrível de vender sapatilhas de diversos modelos e tamanhos.
Sou suspeita a dizer, mas seu diferencial é a agilidade no atendimento (via WhatsApp ou Facebook) e na entrega do serviço.

Pensando nas "bailarinas" de plantão, separei duas inspirações de look.






O primeiro look conta com essa blusa que é tendência 2017.
O top Bardot, foi febre nos anos anos 50 e 60, termo que veio da França, baseado na Atriz Brigitte Bardot, sex symbol da época.
A blusinha de ombro a ombro, vem com tudo, abusando de babados, e caimentos mais delicados.
Fazendo uma composição  cool com esse shorts jeans desfiado.
Os acessórios podem ser variados, de sua preferência. Apostei no folheado e essas pulseiras baphônicas super coloridas pra arrasar com essa clichê de animal print.




O segundo look trás uma proposta mais fun.
Os patches no colete,que pode ser usado fechadinho com um top embaixo, ou aberto.
 Super curto essa linha vertical formando um caminho de botões que vai desde a parte de cima, até a saia, com essa cor terrosa, que assim como os patches são trend em 2017.
Pra brincar um pouco mais, aproveitei o detalhe de melancia no jeans pra fazer a combinação perfeita com essa clutch que também é bolsinha transversal que é show!
A pérola na orelha trás uma harmonia ao look, junto com essa clichê versátil e charmosa nos pés.


O que vocês acharam? Deixem seus comentários.


Então é isso gente linda, um super beijo e até a próxima.


*** É um publieditorial***

0 comentários:

Postar um comentário