Resenha | A breve segunda vida de Bree Tanner

2 de outubro de 2017

Oi gente linda, tudo bem do lado daí?
Já faz bastante tempo que não trago uma resenha literária.
Confesso que tenho ele na estante já faz uns anos ...é que por ventura na semana passada achei este pequeno junto com a coleção A mediadora da Meg Cabot  na minha estante e resolvi dar uma chance pra Bree.

Imagem não ficou boa, sorry, quando tirei já era quase dez da noite.


Sinopse: Bree Tanner mal se recorda da vida que tinha antes de descobrir seus sentidos extremamente aguçados, os reflexos sobre-humanos e a força física sem precedentes. A vida antes da insaciável sede de sangue... Antes de ser uma vampira.

O que ela sabe é que a rotina em um bando de recém-criados é de poucas certezas, e de ainda menos regras: fique alerta, não chame atenção para si mesmo e, acima de tudo, volte para casa antes do nascer do sol, ou será destruído. O que ela não sabe: seu tempo como imortal está se esgotando. Depressa.

Bree encontra em Diego um amigo inesperado, outro jovem vampiro atormentado pelas dúvidas a respeito do monstro que os criou – alguém que conhecem simplesmente por Ela. Quando os dois percebem que são apenas peões em um jogo cujas proporções jamais imaginaram, é preciso descobrir em que acreditar. Mas se tudo o que você sabe sobre sua espécie é uma farsa, onde estará a verdade?

Combinando romance, horror, ação e mistério, a trama de Stephenie Meyer mergulha na trajetória de devastação do bando de recém-criados enquanto eles se preparam para o confronto definitivo.
Tradução: Débora Isidoro
Páginas: 192
Gênero: Ficção
Editora: Intrínseca
Lançamento: 05/06/2010



O livro é narrado em primeira pessoa. Bree é uma menina recém-criada de Riley, que mantinha um romance com Ela (Victoria, que tinha desejo mortal em destruir Bella e Edward) junto com outros famintos e incontroláveis. Vivia sobre as sombra de Fred, dono de poderes incríveis e superior a todos que viviam sob comando de Riley , a ponto de causar náuseas em quem se aproximava. Arredia e desconfiada, em uma caçada Bree conhece melhor Diego, com quem vive sua primeira paixão após se tornar uma vampira.

Depois que saíram todos para caçar,   Raoul e sua gang por pouco deixam vestígios aos humanos da existência dos vamps. Diego com sua rapidez e agilidade deu conta do recado deixando o local limpo. Sedentos, ele e Bree detém duas prostitutas e um cafetão e seguem o caminho (eles se alimentavam da escória da sociedade).
Riley havia dito a eles que não aparecessem ao sol, pois poderiam se queimar. Porém em um esconderijo, Diego e Bree tem a melhor experiência juntos: a descoberta de que seus corpos poderiam brilhar à luz do sol, e não se queimar.
Daí surge a desconfiança sobre Riley : ele estava escondendo sobre o sol pois de fato não sabia ou havia algo mais sério? Por que Riley mentira?

Até que seguindo seu rastro eles descobrem tudo! Ela e Riley estavam criando vampiros como peões em jogo de xadrez. Uma batalha estava para acontecer.
Riley entra na sala totalmente diferente. O tom de voz doce que havia seduzido Bree no início já não era o mesmo. Treinou seus criados para lutarem contra os olhos amarelos, e os fizeram entender que estes eram cansados e velhos, e que quem fosse o vencedor ficaria com a humana dona do sangue mais doce. 
E Diego? Por onde andava? Mais uma vez mentiras sob mentiras.
Até que a batalha chegou, e não houve quem resistisse aos Cullen. 
Porém Bree se rendeu. Não foi fácil resistir ao sangue de Bella, muito menos aos "olhos amarelos" converser a um membro dos Volturi que eles não estavam quebrando as regras.
Carlisle, como sempre, de bom coração acolheu a pequena Bree.

É um livro de leitura rápida e trouxe uma sensação maravilhosa e nostálgica, afinal, quem não foi fã da saga?
Você já leu esse livro? Tem uma visão diferente da minha?
Deixe aqui nos comentários.
Beijinhos ♥

10 comentários:

  1. Oi, tudo bem?
    Sou super fã da saga,mas confesso que depois dos filmes foram lançados tantos livros com essa temática que eu fiquei perdida e desisti,rs...Tenho vontade de ler e rever todos os filmes, me sentir nostálgica sabe...não conhecia seu blog, vou aproveitar e dar uma olhadinha por aqui!
    Bjus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. foram três se não me engano.
      comprei recente um em comemoração aos dez anos, em breve farei resenha.
      beijinhos ♥

      Excluir
  2. Oi Klissia <3 Que resenha maravigood miga! Confesso que apesar de super fã da saga, ainda não li esse livro.. (em que mundo eu vivo meu deus?) Mas fiquei super curiosa a respeito dele, que é claro já o deixei listado para minhas proximas leituras!!!
    Beeijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. fico feliz que tenha gostado, sua opinião é muito importante ♥ e sim, leia, vai amar!

      Excluir
  3. Como pode um livro reunir todos os temas literários em um só? Imagina ler ele, o misto de emoções que deve ser. Não sei se meu coração aguenta! Adorei a resenha gatinha :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é mesmo um misto de emoções, haha.
      uma leitura rápida e calorosa.
      fico feliz que tenha gostado, beijinhos ♥

      Excluir
  4. O livro parece ser ótimo ♥ nÃO SOU muito de ler livros nesse estilo porém despertou uma grande curiosidade em mim .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é uma leitura que você começa e não consegue parar hahah

      Excluir
  5. Oi!! Li a saga inteira, sem dar pausa entre os livros e este foi o único que não fluiu. Não sei porque, mas não rolou. Sua resenha me fez pensar que eu poderia estar enganada em relação a este livro!
    Grande beijo <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. o início não chama atenção, mas as páginas vão passando e ficando mais intensas.

      Excluir